Pedacinhos de Mim

Quando estiver só vem me procurar...Ilumina minhas palavras com a luz do seu olhar.

Meu Diário
28/03/2009 18h20
Do templo do luxo para a boca do lixo
Do templo do luxo para a boca do lixo
Augusta Schimidt
 
Hoje o dia acordou sombrio e meu Brasil rico de pobres... Decepcionado.
Mais uma vez o elitismo e o desconstrutivismo anárquico falou mais alto, driblou a lei ou até quem sabe, na calada da noite “editou a lei” para que a justiça fique cada dia mais cega.
Nossa bandeira que tão bem Bilac exaltou, nosso símbolo augusto da paz, já não vive seus dias de glória, pois tem seu verde descolorido pela desesperança.
O que ontem era honra e brio, hoje é subserviência. Neste meu Brasil rico de pobres, quem tem dinheiro tem o poder de transformar 94 anos e seis meses em horas, uma mágica triste que só aos justos não encanta.
 
E é por isto que meu Brasil chora e pede a Deus em oração...
 
Senhor Deus
Criador de todas as coisas
Pai de todos os povos
De joelhos me coloco diante de Ti
Para que possa me ouvir

Sei que ainda sou criança
Muito tenho que aprender
Mas eu lhe peço, Meu Deus
Ouça meu pedido
E venha me atender

Deus querido,
Acabe com a insegurança de meu povo
Para que eles me ajudem prosseguir
Tire de meu seio os homens maus
Todos aqueles que não querem meu progresso
Acabe com a farra nos tribunais e no congresso
Para que os homens de bem possam me ouvir

O Senhor sabe, Meu Pai
Sou bem rico
Tenho terras, tenho bens
Tenho jazidas
Tenho gens

Tenho coragem
Tenho bravura
Tenho gosto pela cultura
Tenho até humildade
Para enfrentar a dura realidade

Só o que me falta neste momento
São os braços fortes...eu lamento
Falta o grito de esperança
Faltam homens com memória
Para ajudar a construir a minha história

Deus...
Eu quero ser grande
Quero ser forte
Quero ajudar meu povo
Perdido em sua sorte

Quero ver novamente
Minha bandeira tremulando ao vento
Resgatando a honra e retratando a paz
De todo povo brasileiro.

Amém
Assinado: Brasil
 
 
 
Campinas/28 de março /2009
 

Publicado por Augusta Schimidt em 28/03/2009 às 18h20
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
27/03/2006 14h45
Planeta Fogo
Fogo força poderosa
Fonte de vida...
Renovação
Fogo é luz que acende a alma
Reflete valores
É o marco da evolução

Fogo... vida...
Elo entre o passado e o presente
Constrói o futuro da humanidade
Crença,
Poder,
Transformação

No sol, nas estrelas,
No fundo do coração
O fogo é a chama acesa
Que ilumina nossa aura
Faz brilhar nosso interior
Nos conduz à sabedoria
Nos revela criador.

Campinas/01/01/2006
22.00h
http://geocities.yahoo.com.br/coletaneadosaber_05

Publicado por Augusta Schimidt em 27/03/2006 às 14h45
 
27/03/2006 14h40
O Gato Miau e o cachorro Lalau
Até entre os animais
Há respeito e amizade
Miau e Lalau vão provar
Que o que digo é verdade

Miau é um gato peludo
Focinho amassado
Pelo manchado
Humor alterado

Lalau é um cão folgazão
É amigo, é leal.
E adora estar com Miau
Apesar da diferença racial

Juntos passeiam pela rua
Apesar de serem de raça
Adoram virar uma lata
Brincam com a mesma bola
Dormem na mesma praça

De manhãzinha bem cedo
Miau mia chamando Lalau
Que corre apressado
Para o fundo do quintal

Juntos eles se alimentam
Dividem o leite, a ração e o mingau
Depois saem bem tranqüilos
Para o passeio matinal

Miau e Lalau dão exemplo
De respeito e amizade
Bom seria que os homens
Tivesse essa mesma afinidade

Publicado por Augusta Schimidt em 27/03/2006 às 14h40
 
27/03/2006 14h38
Vida de minhoca
Até que ser minhoca é bom
Não posso me queixar
Pois por onde eu ando
Nenhum humano pode andar

Eu moro debaixo da terra
Cavo túneis e ajudo na ventilação
Meu alimento são restos de plantas
Larvas de insetos
E animais em decomposição

E saibam vocês,
Que dessa alimentação
Eu não abro mão
Pois sou a grande responsável
Pela fertilização

Eu sou um ser anelídeo
Não tenho olhos nem orelhas
Mas tenho a pele sensível
Que permite me orientar
E saber por onde vou andar

Tenho orgulho de ser minhoca
Pois sou um bicho curioso
Tenho dez corações no corpo
Bem divididos e fazendo a sua função
São cinco de cada lado
E me garantem a pulsação

Não tenho pés, tenho cerdas
Que me ajudam na locomoção
Com elas me movo tranqüila
Pra fazer a minha função.

Publicado por Augusta Schimidt em 27/03/2006 às 14h38
 
27/03/2006 14h36
Fuso Horário
Quando o sol diz bom dia no Brasil
A lua deseja boa noite ao Japão
Essa diferença acontece
Devido ao Fuso Horário em ação

Isso acontece por que
A terra em sua movimentação
Vai girando sobre si mesma
Num movimento que se chama Rotação

Esse movimento demora
Vinte e quatro horas para se completar
E é o responsável
Pela hora que o relógio vai marcar

Publicado por Augusta Schimidt em 27/03/2006 às 14h36



Página 2 de 24 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]

Site do Escritor criado por Recanto das Letras