Pedacinhos de Mim

Quando estiver só vem me procurar...Ilumina minhas palavras com a luz do seu olhar.

Textos

A Cigarra e a Formiga
A cigarra cantou no verão
Esperando o inverno chegar
A formiga não descansou
Trabalhou duro, até se cansar.

E quando o inverno chegou
A cigarra desesperada
Não tinha onde ficar
Não construiu sua casa
E pra formiga se pôs a chorar

- Ai de mim amiga formiga
Que frio terrível de suportar
Cantei pra alegrar a vida
E agora não tenho onde morar.

E a formiga,
Solene e formal respondeu:
-Trabalhar, querida cigarra
É a nossa obrigação
Já que cantou no verão
Esquecendo o seu dever
Agora dance no inverno
E tente se aquecer pra não sofrer.
Augusta Schimidt
Enviado por Augusta Schimidt em 13/07/2005
Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras