Pedacinhos de Mim

Quando estiver só vem me procurar...Ilumina minhas palavras com a luz do seu olhar.

Textos


Minha dura realidade

Dizem que sou poeta, escrevedora de sonhos. Ah, como seria bom se fosse... Transformaria com palavras mágicas, as dores da humilhação da minha verdadeira profissão.

Sou professora, e um dia fui feliz. Sou da época em que ser professor era vencer uma batalha por dia e cada vitória era uma conquista... Uma esperança, e havia sempre a vontade de continuar.

Sou do tempo em que ser professor era mais do que ensinar, era compreender amar...

Ensinei meus pequeninos e com eles aprendi. Fiz grandes conquistas.

Tinha até o respeito de fato dos que comandavam o trato.

Faz tempo...

Com a evolução, com a implantação das novas tecnologias, com a reforma para a inclusão, ledo engano, ser professor virou um sonho de terror.

O professor que um dia foi sinônimo de amor foi saindo do ar até acabar.

Acabou... E dele nada mais restou.

Acabou o respeito, a criatividade, acabou a solidariedade.

Os desmandos políticos, a pouca vontade, transformou minha profissão numa triste verdade. O que um dia foi motivo de orgulho, hoje está fora da realidade.

Sinto uma enorme dor no peito, quando ouço político falar de direitos, falar da educação como se ele fosse a solução. Promessas vãs, mentiras deslavadas, pois só quem está no meio, conhece essa alma descarada. Vergonha nacional...

Triste ser irracional, que brinca de ser deus, engana os pequeninos. Talvez o político queira formar esses pobres meninos para que não tenham discernimento de tamanha violência que se pratica a toda hora contra os pobres dessa história.

A educação pede socorro, o professor pede justiça...

 

 

Augusta Schimidt
Enviado por Augusta Schimidt em 07/12/2021


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras